Prêmio Época Negócios Inovação "A ENTREVISTA"


Fomos entrevistados no LOUNGE da 3M, patrocinadora, pela fofíssimaaaaa Soraia Yoshida
!!!!

Da dir para esq: Débora, Eloi, Ester, Renato, Nane e Paty.

Reportagem da Época Negócios durante a premiação
AS EMPRESAS MAIS INOVADORAS DO BRASIL 2009

Espaço aberto para ideias

A criação de um ambiente de trabalho mais aberto, de comunicação direta e menos burocrático vem fazendo da Daiichi Sankyo um dos melhores lugares para se trabalhar e se inovar
Por Soraia Yoshida

Faz pouco mais de cinco anos que a cultura de empresa da farmacêutica Daiichi Sankyo começou a mudar no Brasil. Desde então, a companhia premiada entre os destaques Estímulo à Inovação de Época NEGÓCIOS implantou novidades como projetos criados em quaisquer níveis (inclusive com participação de estagiários), open office (divisórias baixas para facilitar a visão e fluxo do pessoal, que inclui até a sala do presidente) e até uma enciclopédia colaborativa, que funciona na intranet.

Inovar para todo mundo é o melhor negócio“Temos uma política bem jovem, de poucas regras e restrições”, explica Patrícia Yoshioka, responsável pela área de inovação da companhia. “Isso tem atraído muitas pessoas para a empresa”.

Um exemplo é o analista de sistema Renato Marroni Jr, que antes trabalhava numa empresa prestadora de serviços para a Daiichi Sankyo e juntou-se ao time dos inovadores. “O clima é muito bom para se trabalhar”, atesta.

A área de TI tem liberdade para criar e trabalhar, o que acaba gerando uma economia de custos para a empresa. Somente em um projeto, a Daiichi Sankyo conseguiu economizar nos últimos anos R$ 1 milhão. Sua política de ouvir o que todos os funcionários têm a dizer levou uma estagiária a oferecer um projeto para fabricação de embalagem. “Hoje ela é uma das gerentes da empresa”, orgulha-se Patrícia.

Além de oferecer melhor fluxo dentro da companhia, a Daiichi Sankyo conta ainda com uma “sala de descompressão”, um espaço em que duas vezes por semana todos os funcionários podem aproveitar para relaxar com uma massagem – no melhor estilo japonês. “Ah, é básico”, brinca Patrícia.

Aproveitando sempre as vantagens das novas tecnologias, os funcionários utilizam Skype para se comunicar. “Em todos os nossos projetos e iniciativas, a matriz nos apoia”, diz Patrícia. “Inclusive na formação de uma postura auto-sustentável”.

O maior projeto nesse sentido será a construção de uma fábrica, que leva em conta todas as características dos chamados “edifícios verdes”, com melhor aproveitamento do vento, coleta de água da chuva e uso multifuncional das instalações, abrindo espaço para um restaurante, espaço administrativo para reuniões abertas e uma sala voltada diretamente ao estímulo da criatividade dos funcionários.

“Eu diria que nossa força está nas pessoas que trabalham aqui e na preocupação que temos em aprimorar nosso sistema, que leva a diferenciais como a forma que promovemos nossos produtos”, afirma Eloi Bosio, presidente da companhia. “Nós temos como missão melhorar a qualidade de vida das pessoas com produtos de qualidade que antendam às necessidade de quem vai usá-los”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s